Educação Sexual sem Fronteiras: questões e factos contemporâneos

 

 

fundamentação

 

Frente à constante exploração de matérias relacionadas à educação sexual e a necessidade de profissionais qualificados na área, vimos a necessidade de oferecer aos/às futuros/as professores/as e professores/as que atuam em todas as faixas etárias e disciplinas, a que esta temática é bastante ampla e permeada por muitos mitos e de tabus que acabam gerando alguns medos e inseguranças em grande parte dos/as professores/as, impedindo que se efetivem projetos intencionais voltados para questões da sexualidade e da educação sexual numa perspetiva emancipatória em muitos desses espaços. Destacamos projetos/formações realizados através das nossas relações diárias, trabalhos não intencionais de educação sexual.
Neste sentido, a proposta da formação intitulada “Educação Sexual sem Fronteiras: questões e factos contemporâneos” em educação a distância, visa investir nas questões da sexualidade humana e na formação pedagógica e nela a promoção da saúde sexual e reprodutiva, entendida como um direito sexual, desmistificando preconceitos e tabus existentes na educação das pessoas. Isto demanda, portanto, estratégias pedagógicas apropriadas, visando à formação inicial e contínua do/a professor/a.
Deste modo, nossa proposta pretende contribuir com o incremento analítico-conceitual e pedagógico na formação inicial e contínua oferecida aos formandos/as num suporte teórico/prático que lhes permitam compreender e superar algumas das muitas dificuldades com as quais se defrontam diariamente no meio educacional em relação a sexualidade e educação sexual

 

objetivos gerais

 

– Promover a reflexão e incitar novas ações no processo de educação sexual no quotidiano educacional numa perspetiva emancipatória.

– Compreender a sexualidade humana como intrínseca no sistema educacional através dos seus aspetos no quotidiano educacional;

– Refletir criticamente e debater sobre o desenvolvimento de propostas intencionais de uma educação sexual emancipatória, visando à promoção da saúde sexual e reprodutiva;

– Pensar o papel do educador, estimulando novas posturas frente às questões da sexualidade e da educação sexual do quotidiano educacional.

 

destinatários
Professores de todos os níveis de ensino e todas as áreas de docência.

 

metodologia

 

Os trabalhos serão desenvolvidos através do AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle da Universidade de Aveiro, utilizando-se de diversas metodologias ativas por meio de realização de atividades online como: leituras dirigidas, fóruns de discussão, chat, tarefas, trabalhos de grupo, aplicações de questionários, análise de situações problemas, estudos de caso e treino de competências de aprendizagem social.

 

conteúdos programáticos

 

1º módulo
Direito à educação sexual emancipatória (8h);

2º módulo
A sexualidade e as questões de género no quotidiano educacional (8h);

3º módulo
Promoção da saúde sexual e reprodutiva, como direito humano universal (8h)

4º módulo
O papel do professor/a no desenvolvimento da sexualidade e da educação sexual (8h)
cada um dos quais apresenta as suas especificidades, mas que devem ter uma abordagem emancipatória, relacional e integradora, perfazendo uma carga horária total de 32 horas no ensino à distância. Os módulos estão subdivididos em três ações cada um, perfazendo um total de oito sessões.

avaliação:

 

A avaliação final será: escrita, individual e quantitativa

 



...a saber
  • Regime
    e-learning | acreditada com 1.3 UC pelo CCPFC - CCPFC/ACC-79154/14
  • Datas

  • Horário
    14h00 - 18h00
  • Benefícios / Early Bird
  • Preço
    80,00€
Ficha de curso (pdf) Realizar Inscrição
INSCRIÇÃO VIA GESTOR

* Campos de preenchimento obrigatório

Contacto

Carlota Brandão