Formação em História da música eletroacústica – recursos e estéticas

Curso de Formação  (Registo de Acreditação pelo CCPFC – CCPFC/ACC-93465/17)

 

Fundamentação

 

Desde os primeiros estudos de Música Concreta, somam-se já setenta anos de criação musical produzida com recurso a meios eletroacústicos em estúdios espalhados um pouco por todo o mundo. Esta música que, por um lado, reflete as evoluções da tecnologia, tem estimulado, ela própria, essa mesma evolução, exigindo novas soluções técnicas que permitam pôr em prática as obras idealizadas.
O gigantesco repertório produzido, testemunho de diferentes correntes do pensamento e de variadas formas de trabalhar o som, permanece maioritariamente desconhecido do grande público (bem como a quase totalidade do repertório de música vocal e instrumental de tradição erudita posterior à segunda Grande Guerra).
Recentes experiências nacionais com crianças e jovens – tanto com estudantes do ensino regular como com os que frequentam o ensino especializado da música – permitem concluir que há uma enorme abertura por parte dos mais novos para a fruição, mas também para a composição, interpretação e improvisação, de música produzida com recurso a meios eletroacústicos. Além disso, constatou-se que, quando inevitavelmente postos em contacto com o mesmo repertório, também os seus professores demonstram entusiasmo e curiosidade pela música que se lhes é apresentada.
Acrescenta-se o fato de que os mais vulgares e acessíveis dispositivos eletrónicos, hoje ao alcance de qualquer adolescente, permitem a exploração de uma grande diversidade de abordagens ao fenómeno acústico, quer através do conhecimento do repertório, quer pela experimentação com vista à expressão musical.
É, pois, urgente responder à necessidade de formar agentes capazes de veicular o conhecimento não só do grande repertório da música produzida com recursos aos diversos meios eletroacústicos, como fomentar uma utilização criativa e crítica dos recursos mais acessíveis, com vista não apenas ao enriquecimento pessoal dos alunos, mas também à sua capacidade para pensar, de forma integrada, tecnologia e expressão.
Ciente da sua função social e da sua responsabilidade enquanto agente de formação, a Universidade de Aveiro possibilita à sociedade o acesso e o desenvolvimento do conhecimento técnico e prático. Consideramos que, através da ação de formação que agora nos propomos realizar, a comunidade pode usufruir de um meio de capacitação na utilização de ferramentas e meios audiovisuais facilmente disponíveis, mas raramente rentabilizados em sala de aula. Enobrecendo a nossa função, enquanto membros da academia e da sociedade, disponibilizamos os meios de todos adquirirem o conhecimento e a capacitação para uma sua futura utilização

 

Objetivos gerais:

 

– conhecer o contexto em que surge a música eletroacústica;
– conhecer e distinguir diferentes correntes e escolas das primeiras décadas da música eletroacústica;
– distinguir os recursos utilizados para a criação musical em diferentes estúdios, associados a determinadas práticas;
– reconhecer obras do grande repertório da música eletroacústica;

 

Destinatários:

Professores de todos os níveis de ensino – pré-escolar, básico e secundário – que pretendam alargar os seus conhecimentos no campo da música mais recente, constituindo-se potenciais divulgadores da música eletroacústica em ambiente escolar (formal ou informal, em componente não letiva como, por exemplo, núcleos e clubes de música)

 



...a saber
  • Regime
    presencial
  • Datas
    23 e 24 de fevereiro de 2018
  • Horário
  • Benefícios / Early Bird
  • Preço
    10 €
Ficha de curso (pdf)

* Campos de preenchimento obrigatório

Contacto

Carlota Brandão